Segunda parte do 'Improviso, oxente!' acontece dia 30 no canal do Teatro Popular de Ilhéus


 Nesta terça-feira a programação virtual do "Improviso, oxente!" continua. No mês de luta pela vida das mulheres, o Teatro Popular de Ilhéus convida a todxs para um encontro entre representantes dessa luta, tecendo um diálogo sobre "O tempo e o corpo feminino - narrativas decoloniais". O papo desta semana tem o tema "Corpo que habito, espaço de luta contra estereótipos", e recebe três convidadas especiais.


Cacique Valdelice Jamopoty Tupinambá reside na aldeia de Itapuã, é mãe e avó e é Cacique do Povo Tupinambá de Olivença. É primeira cacique do povo tupinambá e é uma grande liderança na luta pelos direitos dos povos indígenas brasileiros.


Maíra Guedes é trabalhadora da cultura e educação, bacharel e mestre em artes cênicas pela UFBA. Constrói os projetos, #CoralinaNaRua: teatro-poesia em espaços públicos; "Ebó de boca pra Oyá", espetáculo de música e poesia de sua autoria; e "Somos Todas Clandestinas - processos criativos com mulheres", realizando pesquisa teórico-prática em torno da cena como experiência de enfrentamento à estrutura capitalista, racista e patriarcal e o corpo como nascedouro de liberdades.


Xan Marçall é amazônica do Belém do Pará e atualmente reside em Salvador. Licenciada em Teatro pela UFBA, é atriz, performer, escritora, artesã, pesquisadora, professora de teatro e arte educadora. É membro fundadora do Coletivo Das Liliths, primeiro grupo de teatro com foco nas narrativas ancestrais e biográficas LGBQIA+.


O encontro ainda tem mediação de Iara Colina, que é pesquisadora no IF Baiano e idealizadora e presidente do Geni - Núcleo de Estudos de Gênero e Sexualidade. É mestra em Letras, graduada em Direção Teatral, atriz e professora de teatro. Atualmente integra o Teatro Popular de Ilhéus.

 

E a intervenção musical da noite fica por conta de Eloah Monteiro, que é cantora e compositora, jornalista, professora de canto e produtora cultural. Já foi finalista e semifinalista de diversos festivais de música, e em 2021 prepara-se para o lançamento de pelo menos 3 singles e seu primeiro álbum.


O Improviso, oxente! acontece nesta terça (30/03) às 19h30, no canal do Teatro Popular de Ilhéus: youtube.com/teatropopulardeilheus.


O Teatro Popular de Ilhéus é uma instituição cultural independente, atualmente mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, mecanismo que custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial