Elano Passos assina artes para três obras musicais neste mês de agosto


Quem acompanha a trajetória do artista plástico baiano Elano Passos sabe que seus traços minimalistas fazem uma dança feliz com a música. São inúmeros desenhos nascidos de uma obra ou inspiração musical, o que se confirma neste mês de agosto, quando ele assina as artes das capas do recém-lançado álbum de violão instrumental “A Linha”, de Luiz Caldas, e do single “A Vida da Gente”, de Thathi, além do clipe “Estrela Cintilante”, de Ana Mametto.

A relação com a música até rendeu a recém criada playlist no Spotify “Arte nas Capas”, em que Elano apresenta as canções para as quais já desenhou, reunindo singles de Saulo e Alle Barbosa, além do disco de Luiz Caldas e, até o fim do mês, as canções novas de Thathi e Ana Mametto. Cada dia mais admirado pelos artistas da música, Elano deve ter sua playlist aumentada nos próximos meses.

”A música é minha companheira diária, principalmente em momentos de criação, ao tempo que também é matéria-prima inspiradora para a arte’”, conta Elano, que já criou desenhos em homenagem a Gilberto Gil e Tribalistas e teve sua arte compartilhada pelos respectivos artistas nas suas redes sociais.

Para Saulo, além do single da canção “Bahia Mãe”, Elano produziu dois grandes painéis traduzindo o conceito do show "OLUAS”, que aconteceu na Pupileira ano passado. “É um show em que ele canta MPB, e daí surgiu a ideia do mergulho no P&B, tendo sido uma arte preta e branca e outra branca e preta”, relembra.

Mas tudo começou mesmo, segundo Elano, quando ele foi convidado pelo empresário Paulinho Rocha para pintar uma parede (foto) de 10 metros do estúdio musical A Lagoa Grande, que fica no bairro de Armação. “O desenho deveria dialogar com a atmosfera do local, e assim nasceu a arte Beats da Bahia, que fez meu traço se tornar conhecido por muitos músicos e que iniciou essa minha relação frutífera com o universo musical”.

Tatiane Freitas

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial