SecultBA Promove a campanha #TemCulturaEmCasa

Uma das principais recomendações para conter a disseminação do novo coronavírus é evitar aglomerações e, se possível, ficar em casa. Para ocupar o tempo livre de forma atrativa e estimular o consumo de produtos culturais durante o isolamento social, a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) promove a campanha #TemCulturaEmCasa.

A campanha divulga conteúdos que estão disponibilizados, de forma gratuita e online, entre filmes, jogos, livros, documentários e séries que vão garantir entretenimento e conhecimento. Os produtos foram desenvolvidos com o apoio da SecultBA através do Programa Fazcultura e do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, e contemplam pessoas de todas as idades.

Entre os destaques, estão a websérie Reiseiros, Vida de Sorte e Saúde, que destaca a paixão pela Folia de Reis em diversas localidades da Bahia; o documentário Mulheres do Samba de Roda, mostrando 16 mestras sambadeiras, seus trajetos e trejeitos, histórias e memórias; o jogo Árida, que insere o público na pele de uma garota que luta pela sobrevivência no sertão baiano no final do século XIX; e o projeto transmídia AUTS – uma série com 26 episódios lúdico-educativos voltados para o desenvolvimento de crianças com necessidades especiais.

Acompanhe a divulgação dos produtos nas redes sociais da SecultBA, escolha o conteúdo de sua preferência e fique em casa!

FAZCULTURA
 – Parceria entre a SecultBA e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial