QUEM SOMOS

Música, Jornalismo e Produção Cultural em rede. O Culturasss é um encontro de agentes culturais baianos que realiza atividades e projetos das mais diversas linguagens artístico-culturais. Promove a reflexão sobre as culturas e suas políticas públicas e fomenta, sobretudo, ações de formação de público para apreciação das artes.

À frente do coletivo estão profissionais experientes nas áreas de comunicação, gestão cultural e atuação artística. Lorena Porto e Cid Fiuza fortaleceram suas trajetórias profissionais individualmente ao longo dos últimos 20 anos e, hoje, juntos, promovem projetos de múltiplas linguagens artísticas em nome do Culturasss.

Com sede em Feira de Santana/BA, o Culturasss conta com correspondentes do jornalismo cultural em pontos estratégicos do estado. Seja um colaborador representante da sua cidade: envie pautas para o e-mail contato@culturasss.com.br. 

Cid Fiuza 
Instagram, Facebook, contato@culturasss.com.br, 75991915071

Jornalista, especialista em educação a distância, mestrando em cultura, desenho e interatividade, escritor, músico, produtor cultural e diretor musical. Possui mais de 17 anos de atuação nas referidas áreas e se destaca pela seriedade empregada aos projetos com que se envolve. Por quase 10 anos, assessorou os conteúdos on e off do Colégio Nobre, Hospital Incardio, Clínica Portal da Saúde, Faculdade Nobre, UNEF (Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana) e de diversos produtos culturais e artistas. Acumula experiências na área de gestão de projetos, tanto pela iniciativa privada quanto pela esfera pública. Entre os exemplos da sua atuação está a participação direta em diversos projetos viabilizados por editais como o Pró-Cultura, Faz Cultura, Petrobras etc. É também produtor e músico da banda Calango Tião, projeto que leva alegria e defende a música regional por toda a Bahia; e da banda Baiana Bossa, projeto que destaca em seu repertório grandes nomes da música brasileira. Como diretor musical, músico e produtor, conduz o projeto solo dos cantores Thiago Oliver, Márcia Porto, Marcos Heynna e Lorena Porto.

Junto com um dos principais nomes da literatura brasileira da atualidade, a escritora doutora pela UFBA Nívia Maria Vasconcellos, Fiuza segue com seu trabalho de direção musical e compositor para o projeto Mousikè & Poiesís. É pesquisador da vida e obra de Luiz Gonzaga, tendo como primeiro produto o livro ‘Rei do Baião’- Cultura Popular ou Cultura de Massa: uma Incorporação da Estética Gonzaguiana pelos Mass Media. Foi também professor de oficinas de violão, com destaque para a que foi promovida no Hospital Estadual da Criança. Conduziu, como músico e produtor, a Roda de Samba Conexão Rio Bahia que lotou a casa e reuniu músicos de Feira de Santana e do Rio de Janeiro no Criôlo Culinária e Arte, empreendimento gerido pela cantora feirense Simone Sampaio.


É diretor musical e violonista da banda Baiana Bossa com um refinado repertório de música brasileira, bossa nova, jazz, samba e música do nordeste. Produziu também a Quinta dos Bossais, projeto de música brasileira com atividades formativas e artes integradas criado pela equipe do Culturasss. É idealizador, músico e compositor do projeto de iniciação musical para crianças Maria, Escombone e o Violão Encantado, que tem gravado pelo Estúdio Via Sonora o disco Ser Criança e circula, atuando com o personagem Escombone, com o formato 
Pocket Show em eventos especializados nesse público.

Atualmente, Fiuza se dedica às composições e direção musical dos discos da cantora Márcia Porto, com lançamento previsto para o final deste ano e da cantora Lorena Porto em seu primeiro trabalho fonográfico de autoria própria, cujo lançamento vai celebrar seus 20 anos de atuação artística em 2019; à circulação da banda BAIANA BOSSA em solenidades, casamentos, hoteis, resorts, eventos particulares e todo canto onde cabe a apreciação pela música brasileira; ao Culturasss, escritório de gestão de projetos em segmentos da economia criativa, sobretudo, aquilo que envolve música, jornalismo e 
produção cultural; à assessoria de imprensa do programa NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia); à produção do CIR-CUL-TE, Circuito Culturasss de Teatro, que apresenta em Feira de Santana espetáculos voltados para crianças e adultos; às produções culturais diversas; e ao seu projeto de mestrado em Cultura, Desenho e Interatividade pela UEFS – Universidade Estadual de Feira de Santana - onde pesquisa a obra de Luiz Gonzaga.

Lorena Porto
Instagram, Facebook, contato@lorenaporto.com.br, 75992641507

Cantora e compositora. Atriz e produtora de cultura desde 1998. Profissional de marketing há 15 anos. Possui reconhecida experiência na geração de conteúdos em plataformas midiáticas O2O. Destaque para sua atuação como assessora de imprensa criteriosa. Mãe de Jotapê, Dudu e Portinho. 

Teatro, TV, Gestão e Produção Cultural


Em 20 anos de atuação artística, carrega experiências relevantes em diversos estados brasileiros, a maior parte do tempo integrando a Cia Teatrelados de Teatro, liderada pela diretora e dramaturga baiana Susana Vega. Esse grupo montou espetáculos premiados no Festival Nacional de Teatro de Curitiba (PR), no Festival Nacional de Teatro de Presidente Prudente (SP), e no Prêmio Braskem (BA), considerado o “oscar do teatro baiano” com a montagem infantojuvenil Noção Brasileira. Lorena Porto integrou o elenco da peça Martins, que Pena! apontada como uma das 10 melhores comédias do teatro brasileiro pelo Jornal Folha de São Paulo. Outras montagens teatrais fazem parte do seu currículo artístico como “Chicos, a comédia que todos querem ver” (Fenômeno de público e crítica) e “Encarceradas”, do Grupo Recorte de Teatro liderado pelo diretor Fernando Souza, montagem sociocultural que promove a reflexão sobre o sistema prisional do Brasil com recorte no universo feminino. Produziu diversos shows e eventos particulares em Feira de Santana, Bahia, seu principal raio de atuação. 


Cotada para ancorar filmes publicitários e cinematográficos, tem rico e premiado portfólio como atriz, além de apresentadora e mestre de cerimônias. Atuou em campanhas publicitárias para clientes como Prefeitura Municipal de Feira de Santana, UNEF (Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana), Grupo Nobre, Urbamais Imobiliária, Gujão Alimentos, Smarçaro Móveis, Coof Saúde, Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Jesus, Shopping Iguatemi Feira, Super Lojão do Bebê, Escola de Atores Susana Vega (VT ganhador do Grand Prix no Bahia Recall 2004, título “Aparecer”), Fama Móveis, Fernanda Móveis, Trevo Tecidos etc. Destaco, ainda, sua experiência na equipe de figuração da novela das 9, Velho Chico, emissora Globo. O resultado da sua rápida participação, em quatro dias de gravação na cidade de Cachoeira/BA desta superprodução televisiva, foi ao ar no capítulo de estreia.


Apresentou e conduziu cerimônias e eventos da Universidade Estadual de Feira de Santana (mestre de cerimônia oficial), Prefeitura Municipal de Feira de Santana, Governo da Bahia, SEBRAE, Rotary, Sub-Delegacia do Trabalho de Feira de Santana, Câmara de Dirigentes Lojistas de Feira de Santana, Centro das Indústrias de Feira, Norsa (Coca-Cola), Mastrotto Richester, UNEF, TV Subaé, além do Seminário de Marketing e Propaganda, Fórum de Estratégias de Vendas, Premiação Liquida Feira, dentre outros clientes e eventos. 


A convite da Prefeitura Municipal de Feira de Santana (BA), chefiou a Divisão de Cultura Popular desse município. Produziu o Circuito Cultural Belgo Bekaert na Bahia viabilizado pela Lei Rouanet, incentivo cultural do Governo Federal, integrando a equipe da Lima Produções Artísticas (BH) a serviço da Belgo Bekaert, beneficiando milhares de crianças e jovens carentes. Produziu o processo de estudo e montagem do Diagnóstico Cultural de Feira de Santana (BA), também pela Lei Rouanet, a serviço do Galpão Cine Horto, da Habitus Pesquisa de Belo Horizonte (MG) e da Belgo Bekaert Arames. Coordena ações culturais corporativas em áreas diversas, desde montagem de infraestrutura até programação, a exemplo do ENCONTRO D.I. EMBASA 2017 (Diretorias do Interior), com vasta programação cultural conduzida por Lorena Porto e Cid Fiuza com ativa participação da equipe do Culturasss. Participou da equipe de produção do espetáculo O Frenético Dancing Days (texto de Nelson Motta e Patrícia Andrade, direção de Deborah Colker) quando se apresentou no Teatro Castro Alves em julho de 2019.


Música e Infância


Como cantora, hoje, mergulha profundamente no mercado fonográfico, inclusive infantil, dedicada a compor e a se apresentar em shows cheios de graça e personalidade. Na sua cidade natal (Feira de Santana/Bahia), não se furta em produzir e/ou participar de expressivos e tradicionais eventos locais como o Natal Encantado (palcos principais), a Feira da Praça, o Dia das Crianças do SESC Feira, a Quinta dos Bossais (concepção e produção de Cid Fiuza e Lorena Porto), o Festival Bahia Jazz da Cúpula do Som, shows em teatros, eventos particulares... Apaixonada pelo samba, ao lado do músico e produtor Cid Fiuza, conduziu como cantora, produtora e assessora de imprensa, a Roda de Samba Conexão Rio Bahia que juntou sambistas cariocas (Raphael Moreira e Marcos Brandão) e músicos baianos em um evento que movimentou o Criôlo Culinária e Arte (BA). 


Seus shows para o público adulto costumam ter perfil intimista e apresentam canções tanto de própria autoria quanto clássicos da música brasileira, bossa nova, samba, jazz, música do nordeste. Pelo Brasil afora, circula grandes hoteis a exemplo do Sheraton Leblon (RJ), onde fez uma participação cheia de bossa no show da cantora carioca Roberta Barce. Em 2017, Lorena conquistou mais apreciadores como produtora, assessora de imprensa, apresentadora e cantora no projeto de música brasileira Quinta dos Bossais, protagonizado pelo grupo Baiana Bossa, onde assume o vocal. Na edição 2017, foram seis encontros semanais em noites movimentadas por diversas linguagens artísticas integradas, atividades formativas, rodas de conversa temáticas e shows do grupo. Em 2018, uma nova temporada reúne mais admiradores da bossa nova. A Baiana Bossa também foi a banda convidada para inaugurar o Cajueiro Convenções (momento histórico de celebração pela restauração de parte do saudoso Clube de Campo Cajueiro) e para integrar a programação do Natal Encantado de Feira de Santana, Bahia. 


Atualmente, Lorena Porto se dedica às atividades que celebram seus 20 anos de atuação artística: à composição e produção d
o seu primeiro disco de autoria própria dirigido pelo músico Cid Fiuza com lançamento agendado para dezembro de 2019; à circulação da banda Baiana Bossa em solenidades, casamentos, hoteis, resorts, eventos particulares e todo canto onde cabe a apreciação pela música brasileira; à circulação do show Cacimba de Verso, projeto solo onde canta e conta o nordeste; ao Culturasss, escritório de gestão de projetos em segmentos da economia criativa, sobretudo, aquilo que envolve música, jornalismo e produção cultural; à assessoria de imprensa do programa NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia); às consultorias de marketing que realiza em Feira de Santana/BA; à educação artística de jovens do Ensino Fundamental II do Colégio Sistêmico; à produção do CIR-CUL-TE, Circuito Culturasss de Teatro; e ao projeto de iniciação musical para crianças Maria, Escombone e o Violão Encantado, que idealizou em parceria com Cid Fiuza, produziu disco independente lançado pelo estúdio Via Sonora em fevereiro de 2017 e segue encantando a criançada em eventos especializados.