Museu Casa do Sertão expõe miniaturas do semiárido

A beleza, os aspectos e a riqueza do morar sertanejo cercado pela caatinga são retratados com fidelidade por miniaturas produzidas pelo artista plástico baiano Edson Duarte Marques da Silva. As obras, expostas até 1º de novembro no Museu Casa do Sertão, localizado no Campus da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), traduzem símbolos das paisagens sertanejas, tendo como referência o sertão semiárido.

Edson Duarte é artesão proveniente de Riachão do Jacuípe, município que integra o território de identidade Portal da Bacia do Jacuípe. O artista dá destaque às típicas casas da zona rural, retratando nas mesmas o desgaste promovido pelo uso e pelo passar dos anos, vestígios das histórias de vida de seus moradores.

Ao miniaturizar essas construções, o artesão apresenta símbolos e matrizes próprias da sua realidade local e regional, numa representação afetiva e memorial de um pequeno recorte da paisagem cultural que envolve a caatinga e o sertanejo. Edson Duarte é tema de mostras em diversos municípios brasileiros, além de reportagens e documentários.

A concepção da comunicação expográfica ficou sob a responsabilidade do artista. Ele atribui à mesma seus conceitos acerca de sertão e das representações e identidade cultural, apresentando desde o início do processo criativo às vinculações motivadoras de sua arte.

Com a iniciativa, a Uefs, através do Museu Casa do Sertão, reflete ações dos museus brasileiros em torno dos vestígios resultantes da interação do homem com a natureza e, reciprocamente, da natureza com o homem. Será a terceira edição da mostra de Edson Duarte no Campus Universitário. Ele já expôs em 2012 e 2016.

Sobre o autor

Edson Duarte Marques é filho de Maria Edna São Paulo Silva e Arnaldo Marques da Silva, já falecidos. Tem seis irmãs e mora na avenida Conselheiro Eliel Martins, na cidade de Riachão do Jacuípe. Contratado pela Prefeitura Municipal, ministra oficinas de música, artesanato e reciclagem de papel no Centro de Atenção Psicossocial (CAPs).

No Centro de Amor e Transformação (CAT), entidade que atende indivíduos em condições sociais de risco, desenvolve as mesmas oficinas como voluntário; é membro atuante da Associação de Proteção aos Animais ‘Beato Salu’ (Aparj), exercendo, atualmente, a função de presidente; integra também a associação ambiental Amigos do Rio Jacuípe.

O Museu Casa do Sertão fica localizado no campus da Uefs. As visitas podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8h15 às 11h30 e das 14h15 às 17h. Contato para agendamento pode ser feito pelos telefones (75) 3161-8750 e 3161-8751 e pelo e-mail museucasadosertao@uefs.br

Fonte: Museu Casa do Sertão

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial