Salvador recebe o 1° Encontro de Mulheres Trabalhadoras da Cultura e das Artes

Acontece neste sábado (03), o 1° Encontro de Mulheres Trabalhadoras da Cultura e das Artes, na capital baiana. O objetivo é reunir experiências de mulheres gestoras e debater as condições das trabalhadoras da cultura. O evento acontece até o dia 16, na Casa Rosada dos Barris, das 9h às 18h. O acesso é gratuito mediante inscrição no evento.

Após intercâmbio cultural no Uruguai com as Gestoras em Red – Rede Internacional de Trabalhadoras da Cultura e das Artes, as integrantes do projeto Gestoras.BA promove esse encontro com objetivo de compartilhar vivências que tiveram com a rede internacional, por conseguinte debater temas relacionados a gestão da cultura e das artes realizadas por mulheres de Salvador e Região Metropolitana. A ideia é que a partir desse primeiro encontro, possam-se acontecer outras rodas de conversa, para que essa rede de mulheres gestoras e artistas na Bahia sejam fortalecidas e se torne similar a Rede Internacional de Gestoras, organização que promove o Encontro Internacional de Mulheres Trabalhadoras das Culturas e das Artes.

O encontro faz parte da contrapartida do projeto Gestoras.BA, que contou com o apoio financeiro do Governo do Estado, através do edital de Mobilidade Artística e Cultural 2019 do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda (Sefaz) e Secretaria de Cultura da Bahia (SecultBA) para participação do I Encontro Internacional de Mulheres Trabalhadoras das Culturas e das Artes, em Montevidéu – Uruguai, realizado em maio 2019.

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Cultural e Editais Setoriais. 


Secult-BA

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial