Bienal da UNE começa nesta quarta-feira em Salvador

Dez mil estudantes de todo o país estarão reunidos em Salvador entre os dias 6 e 10 de fevereiro para participarem da 11ª Bienal da UNE – União Nacional dos Estudantes, o maior festival estudantil da América Latina. Estão previstos, ao longo da bienal, que acontece no campus de Ondina da Universidade Federal da Bahia (Ufba) e terá entrada franca, dezenas de eventos culturais e educativos, além de visitas guiadas a diversas localidades da capital baiana.

Além das mostras culturais, shows e seminários, dentro da programação também acontecerão os encontros da base do movimento estudantil que trarão debates conjunturais, educacionais e de organização. A programação contará com oficinas, rodas de discussão e debates, conferências, mostras estudantis e atividades culturais.

A bienal foi o assunto tratado, inclusive, em reunião na Governadoria, em janeiro, com os organizadores da UNE e o governador Rui Costa. Ao longo dos últimos meses, o Governo do Estado traçou uma série de ações que serão desenvolvidas durante a Bienal, com destaque para a Fundação Pedro Calmon, temas ligados à economia solidária, campanha de enfrentamento à violência contra as mulheres, o envolvimento de 500 policiais militares no esquema de segurança da Bienal, além da participação de representantes das universidades estaduais nos debates acadêmicos.

A Secretaria da Agricultura, por sua vez, cederá o Parque de Exposições, na Paralela, para a instalação das caravanas de estudantes. De acordo com organização do evento são esperadas entre 65 e 70 caravanas, que virão de ônibus e serão alojadas no Parque de Exposições, onde haverá policiamento 24 horas no perímetro externo dos dois acessos ao Parque.


Abertura com Gil

A abertura da Bienal, que este ano completa 20 anos e terá como tema “Gil, um reencontro com o Brasil”, em homenagem à cultura brasileira, ocorrerá nesta quarta-feira (6), às 19h, no Teatro Castro Alves, com a participação do cantor e compositor Gilberto Gil, o principal homenageado. A entrada é gratuita. Após a abertura, ocorrerá um cortejo do Campo Grande à Avenida Carlos Gomes. O reforço operacional da Polícia Militar estará presente em toda a região e o cortejo será acompanhado por equipes da PM a pé e motorizado (com carros e motocicletas) até o encerramento.

O planejamento operacional da PM vai contemplar toda a programação da Bienal. Atuará durante o dia na área externa da UFBA, no campus de Ondina, onde acontecerão palestras e debates de 7 a 9 de fevereiro. Haverá intensificação também no entorno com a utilização de base móvel, motocicletas e policiais da Ronda Universitária. À noite, as guarnições estarão com patrulhas nas apresentações musicais que ocorrerão no Rio Vermelho, e os acessos aos shows terão bases móveis, cavalaria, viaturas e motociclistas do Esquadrão Águia.

Ainda no sábado (9), das 14h às 19h, equipes da PM acompanharão a passeata, intitulada Culturata, que vai ocorrer do Clube Espanhol ao Farol da Barra. O trajeto será acompanhado por PMs a pé, Esquadrão de Polícia Montada e com a utilização de carros e motos. Já na chegada da passeata, bases móveis e o Batalhão Especializado em Polícia Turística (Beptur) estarão no local.


Apoio cultural

Uma importante contribuição foi dada pela Fundação Pedro Calmon, que realizará, entre os dias 7 e 9, diversas atividades, como visita à biblioteca móvel; desenho e pintura; entretenimento; e exposição de livros sobre a cultura baiana. As atividades ocorrem das 9h às 12h e das 14h às 17h.

A Fundação Pedro Calmon também foi responsável pelo planejamento e execução das “Visitas Guiadas Lado C”, formada por cinco percursos que remetem à história e à cultura baiana e brasileira. As visitas ocorrerão nesta quinta-feira (7), entre 10h e 19h. Serão visitados cinco importantes museus da cidade; locais que remetem à Batalha da Independência; a Península de Itapagipe; o circuito da fé; e Itapuã, incluindo as dunas e a Lagoa do Abaeté. Os passeios serão guiados pelo professor Sergio Guerra Filho. Além disso, a Fundação também colaborou com a estruturação da feira literária que funcionará no local, com a doação de mil livros para as atividades programadas. 

ID Jovem

Nos dias 7 e 8 de fevereiro, o Conselho Estadual de Juventude (CEJUVE), juntamente com a Coordenação de Políticas para a Juventude (COJUVE), ambos vinculados à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), terão participação garantida na Bienal. 

Os mais de 10 mil estudantes poderão contar, das 9h às 17h, no campus da Ufba de Ondina, com emissão de carteiras do Programa Identidade Jovem (ID Jovem), que dá direito à gratuidade no transporte interestadual e à meia-entrada em eventos esportivos e culturais para jovens de 15 a 29 anos, realizada pela Estação da Juventude da SJDHDS; oficinas de turbante e dança; rodas de conversa sobre os temas "Identidade e Ancestralidade” e “Políticas Públicas de Juventude no Enfrentamento às Violências de Gênero”, além de mesas temáticas acerca do “Novo Ensino Médio”, “Educação em Tempo Integral” e “Educação Socioemocional”.


Feira Solidária

A Feira de Economia Solidária será instalada entre os dias 7 e 9 de fevereiro e conta com o apoio da Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), por meio da Superintendência Estadual de Economia Solidária (Sesol). A feira ocorrerá das 12 às 21h, na tenda da Praça das Artes, no campus de Ondina.

Pelo menos 80 empreendimentos econômicos solidários, estudantes, representantes do movimento social e de editoras estarão expondo e comercializando produtos variados. Foram disponibilizadas 40 barracas pela Sesol, que também oferece apoio técnico aos participantes. O tema “Economia Solidária e Desenvolvimento Territorial” será um dos assuntos debatidos nesta quinta-feira (7), das 15 às 17h, no Palco Refavela, montado ao lado da feira. O debate contará com a participação do Superintendente Estadual de Economia Solidária, Milton Barbosa; dentre outros. Uma homenagem ao professor e economista Paul Singer também será realizada durante a roda de conversa.

Respeita as Mina

A Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia – SPM participará do evento através da campanha Respeita as Mina de enfrentamento à violência contra as mulheres. Serão distribuídos adesivos sobre a campanha e exibido o vídeo Respeita as Mina. A SPM distribuirá, ainda, folhetos informativos sobre as várias formas de violência de gênero, com orientações de como e onde denunciar. Representantes da SPM também participarão ainda de debates conjunturais sobre "Políticas públicas para a juventude, mulheres e combate às opressões".

O debate sobre o tema “Universidade pública e democracia na América Latina: 100 anos da Reforma de Córdoba”, também contará com a participação do secretário especial de Relações Internacionais (Serint) da Universidade do Estado da Bahia – Uneb, Marcius Gomes. O tema será tratado na próxima sexta-feira (8), às 10h, no Auditório B do Pavilhão de Aulas V do Campus da UFBA, em Ondina. A programação completa da Bienal pode ser acessada neste link.

Foto: Gerard Giaume

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial