CENTENÁRIO DA CAPOEIRA REGIONAL É CELEBRADO NO CENTRO HISTÓRICO DE SALVADOR


Há 100 anos, um jovem negro criou um sistema de ensino que mudaria o rumo da história do jogo de corpos no Brasil. Seu nome: Manoel dos Reis Machado, o Mestre Bimba; seu legado: a Capoeira Regional. Entre os dias 18 e 22 de dezembro, centenas de capoeiristas baianos, brasileiros e estrangeiros se reúnem para celebrar o centenário da Capoeira Regional e promover a formação e a memória do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade reconhecido pela Unesco. 

A série de atividades gratuitas, que acontece em espaços emblemáticos do Centro Histórico de Salvador, é uma realização da Fundação Mestre Bimba (FUMEB), e contempla seminários para educadores, mesas-redondas, formatura, oficinas e, é claro, rodas de capoeira. “Em 07 de setembro de 1968 meu pai comemorou os 50 anos desse legado e nós não poderíamos deixar esta importante data da Capoeira Regional passar em vão. Por isso, essa atividade é uma forma de fortalecer todo o trabalho que centenas de pessoas realizam diariamente em busca da difusão e preservação daquilo que foi a vida dele”, ressalta Mestre Nenel, filho do Mestre Bimba. O evento tem apoio da Secretaria de Cultura da Bahia, que administra o Forte de Santo Antônio Além do Carmo e o Largo Pedro Archanjo, locais por onde passará o evento.

A comemoração pelo centenário começa no dia 18, às 18h, na tradicional terça da benção, com a celebração de uma missa na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. No dia seguinte (19), às 14h, no Forte da Capoeira (Santo Antônio Além do Carmo), acontece o Seminário para Educadores FDB, que vai dialogar sobre o sistema de ensino nos núcleos da Filhos de Bimba Escola de Capoeira, visando perspectivas futuras de propagação da Capoeira Regional. O encerramento do dia fica por conta de uma roda de abertura. 

Na quinta-feira (20), o local é o Largo Pedro Archanjo (Pelourinho), que a partir das 14h, sedia a apresentação do Capoerê – projeto social da FUMEB voltado para o ensino da Capoeira Regional para crianças e adolescentes -, além das oficinas de maculelê e samba de roda com Dona Nalvinha (filha de Mestre Bimba), e também vivência de capoeira com Mestre Pelicano e Mestre Canguru. 

No dia 21 (sexta), a programação segue no Largo Pedro Archanjo e inicia com a oficina da manifestação afro-brasileira Puxada de Rede. Logo mais, às 14h, acontece uma vivência de capoeira com Mestre Garrincha, seguida da mesa redonda das Tijubinas – grupo que reúne as mulheres capoeiristas – coordenada pela Mestra Preguiça, que também realiza uma vivência com os presentes. O fechamento das atividades do dia será com a realização de uma roda, às 17h e com o show da banda Regionais do Forró, comandada pelo Mestre Canguru, às 20h. 

O último dia da celebração do centenário, 22 de dezembro, ocorre no Teatro Sesc-Senac (Pelourinho), com a realização da formatura, às 10h, seguida de homenagens e o lançamento do livro “Bimba, um século da Capoeira Regional”, primeira publicação do Mestre Nenel e uma das principais pessoas que preserva e difunde o legado da Capoeira Regional na Bahia e no mundo. “Espero muito contentar pelo menos parte dos interesses do leitor e desde já esclareço que não sou nem quero ser dono de verdades, venho simplesmente partilhar um pouco do que concebi das lições práticas e teóricas que vivi junto com meu pai. Nesse livro quero tentar indicar esses pontos fundamentais que devem reger toda e qualquer proposta que parta da filosofia da Capoeira Regional", destaca Mestre Nenel. O livro é uma publicação da Editora EDUFBA e estará à venda durante o lançamento. 

História – A Fundação Mestre Bimba (FUMEB) foi edificada por diversos discípulos e admiradores de Mestre Bimba em 1993 e é reconhecida de Utilidade Pública Municipal e Estadual. A finalidade da Fundação é preservar e difundir a obra de Mestre Bimba e o seu legado cultural afro-brasileiro através de eventos e atividades correlatas no campo da capoeira. Realiza seminários, cursos, publicações, exposições, pesquisas, atividades de intercâmbio cultural, além de viabilizar o estudo dos princípios pedagógicos de Mestre Bimba e estimular a implantação de Núcleos para a prática e ensino da Capoeira Regional. 

Atualmente a FUMEB desenvolve o Capoerê, projeto social criado por Frede Abreu e iniciado por Mestre Saguim, que tem a realização da Filhos de Bimba Escola de Capoeira desde o final dos anos 90 e já atendeu mais de oito mil crianças em comunidades de Salvador. Hoje, a FDB mantém núcleos nas localidades: Nordeste de Amaralina, Cajazeiras, Plataforma, Narandiba, Chapada do Rio Vermelho e no distrito de Baiacu, na ilha de Vera Cruz. 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA 

18 de dezembro (terça-feira) 
Local: Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos (Pelourinho) 
18h - Missa do Bimba 

19 de dezembro (quarta-feira) 
Local: Forte da Capoeira (Santo Antônio Além do Carmo) 
14h - Seminário Educadores FdB 
19h - Roda de Abertura 

20 de dezembro (quinta-feira) 
Local: Praça Pedro Arcanjo (Pelourinho) 
13h - Capoerê 
14h30 - Aulão de Capoeira com Mestre Pelicano 
15h30 - Oficina de Maculelê 
16h - Aulão de Capoeira com Mestre Canguru 
17h - Roda 
18h - Oficina de Samba com Dona Nalvinha seguido da apresentação de samba de roda 

21 de dezembro (sexta-feira) 
Local: Praça Pedro Arcanjo (Pelourinho) 
13h - Puxada de Rede 
14h - Aulão de Capoeira com Mestre Garrincha 
15h - Mesa Redonda das Tijubinas com Mestra Preguiça 
16h - Aulão de Capoeira com Mestre Preguiça 
17h - Roda 
20h - Show da Banda Regionais do Forró 

22 de dezembro (sábado) 
Local: Teatro Sesc-Senac (Pelourinho) 
10h - Formatura 
12h - Homenagens 
12h15 - Lançamento do Livro "Bimba, um século da Regional

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial