VAQUEIROS DO RASO DA CATARINA TEM LANÇAMENTO NO CUCA




O ofício dos vaqueiros, reconhecido como patrimônio imaterial  na Bahia, está documentado no novo livro do fotógrafo Rui  Rezende que captou o cotidiano desses trabalhadores na região do  Raso da Catarina. O lançamento ocorre nesta quinta-feira (29), a  partir das 19h, no Museu de Arte Cont emporânea da Universidade Estadual da Bahia, localizado no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca).

O projeto da publicação, que traz a linguagem dos vaqueiros através de um registro etnográfico foi contemplado Edital Setorial de Artes Visuais, do Fundo de Cultura, com apoio financeiro da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb/SecultBa). Nas fotografias, Rezende apresenta cavaleiros paramentados em vestes de couro, que rasgam a paisagem entre imburanas, angicos, xiquexiques e facheiros.

O editorial da obra, assinada por Cícero Félix, jornalista e professor da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), traz, como ele diz “fileiras de causos” relatados propositalmente em linguagem coloquial com o cuidado de resguardar as características de uma cultura viva. Com 156 páginas, bilíngue, o livro se completa com um precioso dicionário que identifica a rica indumentária e objetos que paramentam o vaqueiro e seu cavalo.

No lançamento de ‘Vaqueiros do Raso da Catarina’, nesta quinta-feira (29), no Cuca, os presentes poderão adquirir a obra por R$ 50, limitado um livro por pessoa. Para mais livros será o valor será R$100. O Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca) está localizado na rua Conselheiro Franco, 66, Centro.  


ascom | uefs

FOTO | RUI REZENDE


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial