SOLIDARIEDADE E 60 ANOS DE BOSSA NOVA MARCAM PRIMEIRA NOITE DA QUINTA DOS BOSSAIS 2018



A estreia da segunda temporada do projeto Quinta dos Bossais recebeu representantes de instituições filantrópicas e pessoas que dedicam seu tempo para ajudar o próximo. Como parte do projeto que integra artes e relevantes discussões com variados temas, o público assistiu ao show da banda Baiana Bossa em sua mais nova performance que celebra os 60 anos de bossa nova.

Com o tema Feira Solidária, o evento promoveu o encontro entre a cantora Márcia Porto, o professor Eduardo Brito do Instituto Antônio Gasparini, a presidente da Casa da Amizade e da Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (AAPC), Maria Emília de Azevedo, e o representante do Instituto Universal da Caridade (ICU), Danilo Tradição. O agradável bate-papo teve a mediação do jornalista e radialista Tanúrio Brito.

Os convidados especiais da noite possuem um importante histórico de envolvimento com ações solidárias em Feira de Santana e região. De acordo com os organizadores do evento, esse foi um dos critérios para a escolha dos nomes para abertura de mais uma edição do projeto de música brasileira, atividades formativas e múltiplas linguagens artísticas do Culturasss.

Foram arrecadados alimentos não perecíveis e destinados para a própria Casa da Amizade abastecer projetos sociais que assiste. O evento ocorre sempre no Studio Bar Cúpula do Som, localizado na rua Domingos Barbosa de Araújo, 750, no bairro Kalilândia em Feira de Santana. Este é o segundo ano que o projeto acontece nesse espaço. Em 2017, importantes discussões foram realizadas e diversas linguagens artísticas acolhidas. Este ano, temas como Fotografia e Economia Criativa estão na programação do evento, sempre com o show “60 anos de bossa nova” da banda Baiana Bossa.

SOBRE O TEMA FEIRA SOLIDÁRIA

A escolha da temática nasceu como um desejo dos integrantes do Culturasss de promover um espaço de discussão sobre questões sociais em Feira de Santana. Os convidados da noite foram estimulados a compartilhar suas experiências como pessoas solidárias e que buscam promover o bem-estar, principalmente, de pessoas carentes. Márcia Porto, ao longo da sua carreira artística, sempre foi engajada com projetos sociais, uma personalidade pública que o feirense já reconhece a importância do seu trabalho.

"Eu não consigo me sentir gente sem ser útil àquela pessoa que passar por minha vida. Porque a solidariedade é muito mais que eu. É o sentido de estar aqui neste mundo". Márcia Porto

O professor Eduardo Brito é um ser humano da "paz e bem", expressão muito usada por ele no início do seu diálogo com as pessoas que por ele passam. É um dos principais responsáveis pela vinda do projeto Núcleos de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (NEOJIBA) para Feira de Santana, além do seu importante papel no Instituto Antônio Gasparini e no Centro de Convivência Domingos Mincarone.

“Ser solidário é se colocar à disposição do outro e sentir junto com o outro, ajudando-o a sair da dor para viver a alegria, porque quando vivenciamos uma solidariedade, a alegria também brota". Eduardo Brito

Maria Emília é presidente de duas importantes instituições de Feira de Santana. Uma dedicada a apoiar a todas as instituições e outra voltada para atender a pessoas com câncer. A sua trajetória como uma pessoa atenta às questões sociais em Feira de Santana, Bahia, estão mais do que reconhecidas.

"Solidariedade para mim, primeiramente, significa amor. Ter amor ao outro, fazer o bem ao outro, ser inspirado para servir o outro”. Maria Emília

Danilo Tradição é ex-morador de rua e já sentiu na pele o quanto solidariedade e calor humano são importantes para tirar as pessoas de situações de vulnerabilidade social. Atualmente, é microempreendedor e representante de uma Instituição renomada mundialmente no quesito solidariedade.

“Solidariedade para mim é olhar o indivíduo como humano e se doar. A atenção salva, o carinho alimenta, o abraço conforta e dá vida”. Danilo Tradição




Redação | Culturasss



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial