DAYANE SAMPAIO E NÍVIA VASCONCELLOS SÃO AS CONVIDADAS ESPECIAIS DO SARAU SOM DAS SÍLABAS

A compositora e cantora Dayane Sampaio e a poeta Nívia Maria Vasconcellos são as convidadas nesta segunda (22) do Som das Sílabas, sarau dedicado exclusivamente à produção autoral nas áreas da poesia e música, idealizado pelo cantor e compositor Gabriel Póvoas. O projeto, que é realizado todas as segundas-feiras, às 19h, no Velho Espanha (Barris), traz a cada edição dois artistas de ambas as áreas como convidados especiais. Na ocasião, o palco também fica aberto para a divulgação de poesias e canções autorais das artistas presentes, disponibilizando violão de nylon para as participações. A poeta Ritta Cidhreira fará a mediação do evento, junto a Gabriel. A educadora e pesquisadora Eurides Nascimento – mentora da Libras Mais, empresa que promove ações nas áreas de cultura, educação e acessibilidade voltadas para o exercício pleno da cidadania da pessoa surda – vai traduzir para libras, durante o sarau, alguns poemas e músicas apresentados no evento. Produção de Claudinha Ferraz. Pague quanto quiser. Reserva de mesa no 71 3043-7481. Mais informações pelo Instagram @somdassilabas

Sobre Gabriel Póvoas
Cantor e compositor, Gabriel Póvoas, desde a adolescência, mostra o talento e a vocação para a arte. Aos 14 anos fez sua primeira composição e desde lá não parou de produzir obras para seu próprio repertório e para o de outros artistas. Na sua história, possui músicas em parceria com José Carlos Capinan, Marcelo Quintanilha, Aderbal Duarte e o poeta moçambicano Mia Couto. Recentemente compôs, junto com Sandra Simões e Alfredo Moura, a canção “Mestre Moa”, gravado por Caetano Veloso. O artista compôs ainda três faixas da trilha sonora do filme “Canta Maria”, do diretor Francisco Ramalho Jr em parceria com Daniela Mercury. Seu primeiro álbum, totalmente autoral, intitulado “Incompleto”, ganhou o Prêmio CATAVENTO de melhor compositor do cenário independente.

Sobre Ritta Cidhreira
A poeta, compositora e cantora Ritta Cidhreira escreve desde os 12 anos de idade. Em 1994, participou do Festival de Inverno em Vitória da Conquista com a canção Nossos Pedidos. No Festival da Música de Acácia, tendo a Banda de Boca no corpo de jurados, ganhou o primeiro lugar como “Melhor Letra” com a canção Jubiriá, de sua autoria. Apresentou suas poesias no Sarau Caymmi e participou ainda do projeto de Lívia Serafim num show para os Orixás, no Teatro do Sesi, com a música Quartinha de Oxalá. Em 2011, fez seu primeiro show solo no Teatro do Sesi intitulado “Uma dose de Erva”, mesmo nome do seu primeiro CD, lançado em 2015 no Porto dos Livros. Tem participação poética no livro Transcendental, pelos servidores do Trt5 Região. Atualmente, participa do Movimento Exploesia e do "Sarau no Goethe" que acontece no Goethe-Institut de Salvador. Em todos os trabalhos de Ritta a poesia está fortemente presente.

*Sobre Nívia Maria Vasconcellos *
Nívia Maria Vasconcellos é poeta, contista e letrista. Autora dos livros Invisibilidade (MAC), ...para não suicidar (Littera/Mondrongo), Escondedouro do Amor (CDL) e A Morte da Amada (Mondrongo). Foi premiada pelo Festival Metropolitano de Música Vozes da Terra (2007 e 2013), pelo Festival de Declamação Antonio de Castro Alves (2002, 2012 e 2013) e pelo Prêmio de Literatura da CDL (2008).  Recebeu o Selo João Ubaldo Ribeiro Ano II (2017), que publicará seu livro “A paixão dos suicidas”. Além disso, tem poemas publicados na Coletânea Prêmio Off Flip (Selo Off Flip) e nas antologias Arcos de Mercúrio (DiaboA4), Cantares de Arrumação, Tudo no mínimo e Estranha Beleza (Mondrongo). É doutora em Literatura e Cultura pela UFBA e atua no grupo literomusical Mousikê&Poíesis.

Sobre Dayane Sampaio
Nascida em 1990, em Feira de Santana (BA), Dayane Sampaio é cantora, compositora, violonista e percussionista. Sua formação acadêmica é na área de biologia, sendo mestra em Diversidade Animal (UFBA). Foi premiada em 3º lugar no Festival Metropolitano de Música Vozes da Terra em 1999, finalista em 2011 e 2º lugar em 2013. Participou da Micareta de Feira de Santana, cantando no “Trio Vozes da Terra” em 2011. Atuou em projetos musicais em teatros e bares de Feira de Santana e Salvador, como: “Meus Convidados”, “Projeto ALMA”, “Músicas Versadas”, “Ritmos Boulevard”, “Sarau Novo Littera”, “Forró da Barriguda” e “Forró Sibulino”. Dayane tem trabalhos solo, além de integrar há 5 anos o grupo literomusical Mousikê & Poíesis e há 6 anos o grupo feminino de forró ArMarias.

SERVIÇO:
O quê? Sarau Som das Sílabas
Quando? Toda segunda-feira, às 19h
Onde? Velho Espanha Bar e cultura - Rua General Labatut, 38, Barris
Quanto? Pague quanto quiser
Reserva de mesa? 71 3043-7481

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial