POETA PREMIADA MINISTRA OFICINA EM ESCRITA CRIATIVA PARA MULHERES

A oficina "Do estranhamento à poíesis" mediada pela escritora Nívia Maria Vasconcellos abre o I Ciclo de Oficinas em Escrita Criativa no Museu de Arte Contemporânea de Feira de Santana/BA, no próximo sábado (18.11), das 9h às 12h e das 14h às 17h. Realizado por Mariana Paim e Larissa Rodrigues, à frente do Coletivo de Empoderamento de Mulheres de Feira de Santana, este projeto foi pensado para contribuir e fomentar a produção literária das mulheres da cidade e região, a partir de oficinas e rodas de conversa com outras autoras do estado. Em cada encontro, haverá uma reflexão sobre o processo e os procedimentos literários que cada autora participante utiliza, com o intento de estimular a leitura, o consumo dessa literatura, mas, sobretudo, a produção e autopublicação das inscritas.

Oficina 1, "Do estranhamento à poíesis"
A partir da proposta de desautomatização do contato de si com o mundo, esta oficina de escrita criativa se propõe a motivar as participantes a encontrarem no estranhamento um ponto de incitação da produção poética. Poíesis, vocábulo do qual se originou a palavra poesia, refere-se à essência de agir. Poiesis é criação, é converter o não-ser em ser, é fazer algo de forma criativa. Esta oficina pretende ser um estímulo à composição literária, apresentando caminhos para provocá-la com leituras, discussões e exercícios que tencionam levar os participantes à experiência da criação poética como um processo de singularização da linguagem, no qual cada poema é uma construção única, um experimento em si.

Dinâmica do Ciclo de Oficinas
O I Ciclo de Oficinas em Escrita Criativa acontece em três etapas, pensando o processo da produção literária da criação à publicação. A primeira acontece neste sábado (18) e as outras duas, em 2018. Além disso, está prevista a seleção e organização de uma publicação coletiva ao final da formação, com as produções das inscritas, que será lançada em evento cultural com exposição de artistas plásticas mulheres da região.

Sobre Nívia Maria Vasconcellos
Doutoranda em literatura brasileira pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Nívia Maria está muito além do seu currículo lattes. Quem dela se aproxima, volta para o seu mundo (no mínimo) instigado a buscar novas leituras e (quase sempre) encantado por literatura. Foi recentemente premiada com o selo de literatura João Ubaldo Ribeiro pela obra inédita “A Paixão dos Suicidas”, mas reúne outras premiações como o seu primeiro destaque no Festival de Declamação Antonio de Castro Alves (2002, 2012 e 2013), o do Festival Metropolitano de Música Vozes da Terra, Feira de Santana, BA (2007 e 2013) e o do Prêmio de Literatura da CDL (2008). Sobre suas obras, tem-se o livro “Invisibilidade” (MAC, 2001), “Para não suicidar” (Littera, 2006 e Mondrongo, 2008), “Escondedouro do Amor e Outros Versos sob a Espera” (CDL, 2008), “A Morte da Amada e Outros Poemas Rasgados” (Mondrongo, 2013). Poemas de Nívia Maria podem ser encontrados também na “Coletânea Prêmio Off Flip” (Selo Off Flip, 2015) e nas antologias “Arcos de Mercúrio” (DiaboA4, 2015) e “Cantares de Arrumação” (Mondrongo, 2015). Ou ainda pela internet, poemas postados nos sites Mapa da Palavra, Escritoras da Bahia e Projeto Oxe.

Para saber tudo sobre a relação de Nívia Maria Vasconcellos com a literatura, clique aqui.

SERVIÇO

O QUÊ? Oficina em Escrita Criativa para mulheres, com a poeta premiada Nívia Maria Vasconcellos
QUANDO? Neste sábado (18.11), das 9h às 12h e das 14h às 17h
ONDE? MAC - Museu de Arte Contemporânea de Feira de Santana/BA. Rua Geminiano Costa, 255 - Centro.
Acesso gratuito. Inscrições pelo e-mail colempdemulheresfsa@gmail.com
Realização: Coletivo Empoderamento de Mulheres de Feira de Santana.


Mariana Paim e Larissa Rodrigues, à frente do 
Coletivo de Empoderamento de Mulheres de Feira de Santana


Oficina 1 "Do estranhamento à poíesis"


Oficina 2 "Da subjetividade à resistência: a escrita de textos que nos tocam"

Redação | Culturasss


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial